Download e-book for iPad: Amar é Crime (Portuguese Edition) by Marcelino Freire

By Marcelino Freire

ISBN-10: 8501105198

ISBN-13: 9788501105196

AMOR E SANGUE

“AMOR É FOGO QUE ARDE SEM SE VER”, diz o primeiro verso do soneto de Camões. Nos contos deste livro, os amores são ardentes e exibem sua chama. São des–medidos, ur­gentes, desenfreados, e por isso mesmo é que se oferecem ­­– ou melhor, se impõem – à vista de todos. O que interessa é res­gatar, pelo grito, a paixão reprimida, per­dida ou recolhida. Tudo se revela por meio de explosões e de palavras cortantes, san­grentas, no melhor estilo de Marcelino Freire. Se amar é crime, conforme diz a can­ção renowned, como evitar que uma escrita tão amorosa seja também fortemente agres­siva, desmentindo todas as leis?
Negros, prostitutas, carroceiros, crian­ças, miseráveis, inocências pisadas, deslo­cados de todos os tipos, à margem da ci­dade que parece ignorar sua existência – toda essa galeria de personagens, que já conhecíamos de outros livros do autor (João Gilberto Noll definiu-os como “criaturas da deriva social”), reaparece aqui com re­novada fúria. A pesquisa da linguagem oral e o manejo do discurso direto, marcas registradas da escrita de Marcelino Freire, se mantêm firmes. A despeito do humor, frequentemente grotesco, preserva-se tam­bém o registro poético, que não se resume ao uso “cordelista” das rimas.
Embora solte farpas contra as rimas – foi por causa delas, segundo o narrador do conto Irmãos, “que o nosso país está o que está. Um horror!” –, o autor de Amar É Crime não sabe viver sem elas. A rima é ostensiva, mas também aparece com sutileza, como na sequência das toantes “rosa”, “xoxota” e “moda”, do conto Modelo de Vida, ou na série “acorda”, “porca”, “gor­da”, “gosma”, do conto Mariângela. De toda maneira, trata-se de um recurso que visa não propriamente à poesia, mas à construção da oralidade, uma das fontes inesgotáveis da literatura brasileira, como temos visto em belas amostras desde o Modernismo.
Oralidade: eis a palavra-chave. A lite­ratura de Marcelino Freire é erguida sobre falas, frases roubadas, pedaços vivos do cotidiano e da matéria social brasileira, que ele recolhe com inteligência crítica, a exemplo do que ocorre em autores co­mo João Antônio e Francisco Alvim. E como falam os personagens deste livro! Desabafam o pace inteiro e protestam com veemência mesmo quando estão calados, como a gorda do citado conto Mariângela, que matou a mãe por esta ter impedido a realização de seu primeiro amor. A gorda não fala: sua fala é o próprio corpo de 240 quilos, atravessado no meio do trânsito.
Os personagens de Amar É Crime são “monstros” que despertam como vulcões, seres atolados que de repente resolvem “voar” – ou amar – e saem pelas ruas aos gritos, reivindicando o que lhes foi recusado pela sociedade injusta e opressora. “Hoje o mundo vai saber de mim”, diz o jovem protagonista de Crime. Chamar atenção, transformar o seu drama invisível em urgência notada por todos, é o desejo que stream a maioria dessas criaturas. Outro bom exemplo é dado pela menina do con­to Declaração, que foi seduzida pela pro­fessora: “Vim para gritar. O meu amor, para todo o sempre, meu amor, seu juiz, sem fim. Ninguém consegue segurar este motim”
O impulso de afirmar o amor clandestino, em contraposição à cegueira da cidade (ter­ritório da lei), que não tem olhos para vê-lo, aparece também no conto União Civil. Na paisagem imperturbável de São João Del Rey, a imagem epifânica de dois homens empurrando um carrinho de bebê parece ser vista apenas pelo narrador, que a mistura com cenas de seu próprio passado – do seu criminoso amor infantil. Neste conto metalinguístico e densamente poético, o pro­cesso de construção da narrativa se confunde com os percalços da iniciação amorosa e da descoberta de si mesmo.
Com suas ações extremadas, os perso­nagens de Marcelino Freire não querem apenas parar a cidade – como quem desfila na avenida ou vê sua vida transformada em notícia escandalosa, em enredo de novela das oito. Querem a atenção de todos, sim, mas certamente porque seu drama não se limita ao indivíduo.

Show description

Read Online or Download Amar é Crime (Portuguese Edition) PDF

Best literature & fiction in portuguese books

New PDF release: O Cais das Merendas (Portuguese Edition)

«No momento em que Portugal abandonava as últimas ilusões épicas e o mundo nos descobria como paraíso turístico, Lídia Jorge, cronista minuciosa e irónica da metamorfose do nosso secular Cais das Merendas, em vitrina cosmopolita, inventou-nos uma singular epopeia. A epopeia digital, cândida, perversa e cómica - com uma gota de sangue por cima - de quem daqui em diante, habitará a História dos Outros como se fosse nossa.

Get O Desejo de Kianda (Portuguese Edition) PDF

«João Evangelista casou no dia em que caiu o primeiro prédio. No Largo do Kinaxixi. Mais tarde procuraram encontrar uma relação de causa a efeito entre os dois notáveis acontecimentos. Mas só muito mais tarde, quando a síndroma de Luanda se tornou notícia de primeira página do big apple instances e do Frankfurter Allgemeine.

Get Poética Do Romantismo- Novalis E O Fragmento Literário PDF

A obra faz uma análise do processo de construção do humor nas obras infantis de Monteiro Lobato, o qual, dessa maneira, reinventa a linguagem literária, projetando com esse recurso as contradições da experiência humana na literatura. O estudo é feito considerando aspextos como: narrador, linguagem, exploração dos recursos semânticos, nonsense, paródia, comparações inusitadas, ironia, cômico da situação, inversão/subversão, grotesco e personangens.

O caso Meursault (Portuguese Edition) by Kamel Daoud PDF

Romance vencedor do Goncourt, primary prêmio literário da França, O caso Meursault, do jornalista e escritor argelino Kamel Daoud, é lançado no Brasil pela Biblioteca Azul, depois de ter sido aplaudido pela crítica francesa e de ter seus direitos vendidos para mais de 20 países. O romance tem como ponto de partida um dos maiores clássicos da literatura francesa no século XX, O Estrangeiro, de Albert Camus, cuja trama é reconstruída sob o ponto de vista do homem assassinado por Meursault, o personagem vital da obra camusiana.

Extra info for Amar é Crime (Portuguese Edition)

Example text

Download PDF sample

Amar é Crime (Portuguese Edition) by Marcelino Freire


by Donald
4.5

Rated 4.46 of 5 – based on 8 votes